22.11.07

Sobre pais e filhos

Um menino e uma trave de futebol improvisada.
Bola? Não.
Mas para um menino de dois anos, ter uma bola ou não ter uma bola não faz a menor diferença.
Ele chuta a bola para o gol. “Goooool”! . Corre para longe, volta driblando seus adversários, e... "gooool". E outro. E outros tantos. Nenhum chute é bola na trave, todos terminam em gols calorosamente celebrados.
Aí chega o pai do menino.

- Pai, chuta a bola!
- Mas não tem bola, filho.

Nenhum comentário: