10.1.08

Clarear

fiz do teu nome um verbo
sempre presente

fiz do teu nome um verbo
que conjugo
em todos os tempos

3 comentários:

K. disse...

amei ver minha prosa virar poesia por suas mãos.

obrigada.

você transpira delicadeza. um beijo.

Renata disse...

quanta delicadeza.
é assim mesmo, a gente aprende, conjuga, ilumina, cresce.
coisa boa.

Anônimo disse...

bom comeco